Notícia
28 de novembro de 2018

Mais de 18,9 mil pessoas são aprovadas na primeira chamada do programa Bolsa Universidade

Os 57.824 inscritos no Programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus, já podem acessar o link http://bit.ly/resultadoPBU2019 para saber se estão entre os 18,9 mil aprovados na primeira chamada, divulgada nesta quarta-feira, 28/11. Quem estiver na lista, deve preparar os documentos exigidos no edital para entregá-los na sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), […]

por Adrisa de Góes

Os 57.824 inscritos no Programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus, já podem acessar o link http://bit.ly/resultadoPBU2019 para saber se estão entre os 18,9 mil aprovados na primeira chamada, divulgada nesta quarta-feira, 28/11. Quem estiver na lista, deve preparar os documentos exigidos no edital para entregá-los na sede da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), no período de 4 a 7 de dezembro, de 8h às 18h, e já sair de lá com a confirmação de matrícula na sua Instituição de Ensino Superior. Quem não foi aprovado na primeira chamada ainda tem chance na segunda chamada, prevista para 7 de dezembro.

 O anúncio dos aprovados na primeira chamada do Processo Seletivo do PBU foi feito pelo secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, acompanhado pelo secretário municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), Lucas Bandiera, e pela diretora-geral da Espi, Stela Cyrino, no auditório da instituição, Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul.

 Este ano, o programa oferece 28.329 bolsas integrais (100%) e parciais, de 75% e 50%, em cursos de graduação para pessoas de baixa renda. “Esse é o programa de inclusão educacional de maior impacto em nível municipal no país, eu diria que o mais importante, porque é direcionado às pessoas de baixa renda”, disse Arthur Bisneto. “O prefeito Arthur Neto moralizou o programa, direcionou às pessoas que mais precisam. São 58 mil inscritos para 28 mil vagas disponíveis, o que dá uma média de 1 vaga para cada dois inscritos”, avaliou Bisneto.

 O chefe da Casa Civil anunciou, ainda, que já está em análise a mudança de perfil social dos candidatos para o próximo programa Bolsa Universidade, para subir de 1,5 salário mínimo a renda per capita para 3 salários mínimos, a exemplo do que já ocorrerá na edição 2018 do programa Bolsa Idiomas. “Com isso, se amplia a abrangência do programa, chegado a mais pessoas que precisam de uma vaga na universidade para melhorar o seu perfil profissional e o seu padrão de vida”, afirmou Bisneto.

 O secretário da Semad, Lucas Bandiera, afirmou que a mudança no perfil socioeconômico dos futuros candidatos responde a um estudo que demonstrou que o PBU, ao longo dos seus mais de 8 anos de existência, atendeu à demanda reprimida que havia nessa faixa e que já há folego e recursos orçamentários para a ampliação do programa. “Ficamos sempre na expectativa de que possa aumentar o número de beneficiados todos os anos. A ideia é que, ano após ano, a gente consiga aumentar a quantidade de parceiros e a quantidade de candidatos”, explicou.

 Bandiera disse também que ainda em dezembro haverá uma segunda chamada para os alunos que não foram aprovados em primeira opção de curso, mas que podem conquistar a bolsa para a segunda opção. “Há também as vagas remanescentes, dentro desse universo de aprovados, que não cumprirem as exigências do edital. Essas vagas serão oferecidas novamente”, disse.

 A lista de classificados do PBU também vai estar disponível no portalespi.manaus.am.gov.br, onde também encontra-se o edital do programa, que contém a lista de documentos pessoais e comprobatórios de escolaridade e renda a serem entregues pelos classificados. O prazo de recursos é de 29 a 30 deste mês.

 Os classificados da primeira chamada deverão comparecer à sede da Espi no período de 4 a 7 de dezembro, de 8h às 18h, munidos da documentação especificada no edital para a implementação da bolsa. “O aprovado vem aqui, traz a documentação e já sai daqui com o encaminhamento para a matrícula. Aqui no hall da Espi estarão os stands das IES para já vai efetivar a sua matrícula”, disse a diretora da Espi,Stela Cyrino.

 

Processo Seletivo

Um total de 57.824 pessoas se inscreveram para concorrer às vagas disponíveis nesta edição, devendo atender aos requisitos do edital: o candidato deve ser brasileiro, nato ou naturalizado, residente em Manaus, com renda familiar per capita (por pessoa da família) não excedente a um salário mínimo e meio, e estar regularmente matriculado ou apto a se matricular em uma das Instituições de Ensino Superior (IES) parceiras do Programa.

 O candidato também deve ter ensino médio completo ou equivalente (ou concluir até o dia 31/12/2018) e não possuir diploma de curso superior ou estar matriculado em IES pública. Além disso, não podem participar beneficiários de programa de graduação mantido pelo poder público ou pela iniciativa privada.

 Nesta edição, 14 instituições se credenciaram para a oferta de bolsas: Centro Universitário de Ensino Superior do Amazonas (Ciesa), Centro Universitário Fametro, Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Faculdade Boas Novas (FBN), Faculdade Martha Falcão Wyden, Faculdade Salesiana Dom Bosco, Faculdade Santa Teresa, Fucapi, Instituto Amazônia de Ensino Superior (IAES), Materdei, Uninorte Laureate, Universidade Estácio de Sá e Universidade Nilton Lins.

Texto: Jacira Oliveira / Semcom e Assessoria Semad

Outras Notícias

ver mais

Comentários

Opinião

ver mais

Aniversariantes

  • 4 de janeiro de 2019MARCOS LIMA
  • 4 de janeiro de 2019REBECCA PESSOA
  • 18 de janeiro de 2019GEIZA CASTILHO
  • 19 de janeiro de 2019RUBENS CASTRO
  • 20 de janeiro de 2019DARCILENE RABELO
  • 22 de janeiro de 2019JOHN CARVALHO
  • 30 de janeiro de 2019ROMUALDO GOMES
AEC v1.0.4

Newsletter

Galeria

ver mais