Notícia
6 de novembro de 2018

Prefeitura capacita servidores para prestação de contas de gastos públicos

Servidores municipais que atuam na área de finanças da Prefeitura de Manaus concluíram, nesta terça-feira, 6/11, aperfeiçoamento em técnicas e mecanismos de gestão de recursos financeiros para a elaboração e apresentação de prestação de contas, por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad). […]

por Adrisa de Góes

Servidores municipais que atuam na área de finanças da Prefeitura de Manaus concluíram, nesta terça-feira, 6/11, aperfeiçoamento em técnicas e mecanismos de gestão de recursos financeiros para a elaboração e apresentação de prestação de contas, por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad).

 Ministrado na sede da Espi desde o último dia 31/10, o curso “Operacionalização de Prestação de Contas de Convênios”, segundo a diretora geral da Escola, Stela Cyrino, visa a melhoria contínua do acompanhamento das atividades de gastos públicos para atender às diretrizes administrativas do prefeito Arthur Virgílio Neto que tem entre as metas manter a saúde fiscal do município.

 “Detectamos essa demanda por qualificação no levantamento anual de cursos e incluímos a oferta em nosso Programa de Licitações, Contratos e Convênios. A prestação de contas é um ato previsto na Constituição Federal e exige alto grau de qualificação técnica e atenção aos profissionais envolvidos no processo”, destaca.

 Ministrado pela auditora federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Amazonas (TCU – AM), Lúcia de Fátima Ribeiro Magalhães, o curso se propõe a demonstrar de forma prática técnicas e mecanismos de gestão dos recursos financeiros para a correta prestação de contas. “Conversamos sobre a modalidade de transferência de recursos e como prestar conta desses recursos, e quais as consequências de uma prestação de contas não aprovada”, explica.

 Participante do curso, a servidora Lidiene Gama, que atua no Departamento Financeiro da Casa Civil, afirma que a capacitação vai permitir novas práticas no ambiente de trabalho. “Aprendemos sobre a grande responsabilidade que temos como gestores de recursos e ações importantes para que não haja furos na prestação das contas públicas”, diz.

Texto e foto: Louise Batista / Semad

Outras Notícias

ver mais

Comentários

Opinião

ver mais

Aniversariantes

  • 4 de janeiro de 2019MARCOS LIMA
  • 4 de janeiro de 2019REBECCA PESSOA
  • 18 de janeiro de 2019GEIZA CASTILHO
  • 19 de janeiro de 2019RUBENS CASTRO
  • 20 de janeiro de 2019DARCILENE RABELO
  • 22 de janeiro de 2019JOHN CARVALHO
  • 30 de janeiro de 2019ROMUALDO GOMES
AEC v1.0.4

Newsletter

Galeria

ver mais