Notícia
26 de abril de 2019

Prefeitura qualifica moradores do Japiim para cuidados básicos com idosos

A Prefeitura de Manaus certificou, nesta quinta-feira, 25/4, um total de 67 moradores do bairro Japiim, zona Centro-Oeste, para cuidados básicos com idosos na comunidade.  A formação, por meio da segunda turma deste ano do curso Cuidador Comunitário, é promovida pela Fundação Doutor Thomas (FDT) –instituição referência nos cuidados com o idoso e responsável pelas Políticas Públicas […]

por Assessoria Espi/Semad

Prefeitura de Manaus certificou, nesta quinta-feira, 25/4, um total de 67 moradores do bairro Japiim, zona Centro-Oeste, para cuidados básicos com idosos na comunidade.

 A formação, por meio da segunda turma deste ano do curso Cuidador Comunitário, é promovida pela Fundação Doutor Thomas (FDT) –instituição referência nos cuidados com o idoso e responsável pelas Políticas Públicas voltadas para esse público – em parceria com a Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), vinculada à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad).

 “Dentro da programação da Espi/Semad para 2019, o curso de Cuidador Comunitário integra as ações do Programa de Formação do Cuidador e Apoio ao Idoso. As ações seguem as orientações do prefeito Arthur Neto para valorização das pessoas, como prioridade do projeto Manaus 2030”, destaca o secretário da Semad, Lucas Bandiera.

 De acordo com a diretora-presidente da FDT, Martha Moutinho, a capacitação de Cuidador Comunitário foi criada para beneficiar as pessoas da comunidade que possuem algum idoso em casa ou já conhecem e cuidam, mas não possuem a formação básica necessária. “Pensando nisso, a Fundação Dr. Thomas, em parceria com a Espi/Semad desenvolveram o curso como forma de levar esse conhecimento até as comunidades de Manaus, garantindo uma melhor qualidade de vida para a população idosa e prevenindo casos de maus-tratos e abandono”, explica.

 Responsável pela coordenação pedagógica da qualificação, a diretora de Educação e Aperfeiçoamento da Espi/Semad, Jeânia Bezerra, destaca que os participantes receberam orientações sobre higiene, alimentação, primeiros socorros e atividades práticas. “É preciso proporcionar ao idoso um ambiente saudável, tratamento adequado com amor, carinho, técnica, tendo principalmente paciência de lidar com outra pessoa”, salienta.

 A estudante de enfermagem Maria Samara, 26, trabalha como cuidadora informal de um idoso como forma de obter uma renda extra. “É uma renda para mim, consigo pagar minhas contas, comprar minhas coisas pessoais, pagar outros cursos e investir na minha qualificação”, frisa.

 Já a dona de casa Darsony Solimões, 52, busca na qualificação uma oportunidade de emprego. “Estou desempregada e na minha idade é mais difícil. Com esse curso poderemos melhorar nossas condições financeiras”, prevê.

 O Cuidador Comunitário possui uma carga horária menor, com duração de 21 horas, ou seja, três semanas. As aulas foram ministradas de 2 a 23/4, às terças e quintas-feiras, das 14h às 17h, no turno vespertino, com 16 horas complementares, divididas em teoria e prática, com entrega de certificado ao fim do curso. O curso é gratuito e voltado às pessoas acima de 18 anos, de qualquer nível de escolaridade.

— — —

Texto: Hariele Quara / Semad

Outras Notícias

ver mais

Comentários

Opinião

ver mais

Aniversariantes

  • 20 de maio de 2019WALDELIZ RODRIGUES
  • 27 de maio de 2019HELDER CAMARA
  • 28 de maio de 2019JEÂNIA SILVA
  • 31 de maio de 2019ICLEIDE RAMOS
AEC v1.0.4

Newsletter

Galeria

ver mais